Para que serve Buclina? Veja as indicações, os cuidados e mais

Apesar da grande maioria da população estar tentando perder uns quilinhos extras, também existem muitas pessoas na situação contrária: tentando engordar. Seja por fatores hormonais, genética, doenças ou mesmo pela falta de apetite, há quem tenha muita dificuldade para ganhar peso.

Mas, de nada adianta comer besteiras desesperadamente, para tentar aumentar o peso. É preciso fazê-lo de forma saudável, a fim de não prejudicar o seu organismo. Alguns medicamentos podem ajudar nessa missão, como a Buclina, que é um estimulador de apetite. Ela faz com que as pessoas sintam mais necessidade de alimentarem-se. Consequentemente, acabam por comer mais e ganhando peso.

Mas, será que o medicamento realmente ajuda a engordar de forma saudável? Será que ele pode oferecer efeitos colaterais e malefícios ao corpo? Quais são as indicações e contraindicações? Descubra todas essas informações, neste post:

Como tomar

Para tomar Buclina ou qualquer outro estimulante de apetite é imprescindível contar com a orientação de um médico e um nutricionista. Caso contrário, você pode sofrer prejuízos em sua saúde ou não alcançar o seu objetivo. Além de tomar o medicamento, é preciso manter uma alimentação adequada, calculada especialmente para você. No fim, os resultados serão influenciados não só pelo tanto que você come, mas também pelo que você come.

O medicamento é vendido em forma de comprimidos de 25mg, sendo que a recomendação de uso, para adultos, é um comprimido meia hora antes do almoço e outro meia hora antes do jantar. Para crianças, a recomendação é de meio comprimido antes de cada uma das duas refeições. Porém, em casos específicos, o médico pode indicar uma forma de uso diferente.

Indicações e Contraindicações

Buclina é um medicamento indicado para pessoas que querem ganhar peso por meio de um estimulante de apetite. Lembrando que ele em si não promove o ganho de peso, mas fará com que você sinta mais fome e alimente-se mais assim, as chances de ganhar peso são muito maiores.

O medicamento não apresenta muitas contraindicações. No geral, apenas grávidas e lactantes devem evitá-lo. Caso você não esteja dentro dessas condições, ainda assim é fundamental consultar um médico, para ter a certeza de que esta é a melhor opção para o seu caso.

Efeitos colaterais

O principal efeito colateral da Buclina é a sonolência excessiva. Apesar de não ser um problema grave, isso pode acabar afetando a rotina de pessoas que precisam de muita atenção no dia a dia, como quem trabalha dirigindo. Este é o efeito que costuma desaparecer após as primeiras semanas de uso do medicamento.

Outros possíveis efeitos colaterais da Buclina são:

  • Constipação;
  • Diarreia;
  • Retenção urinária;
  • Depressão;
  • Náusea;
  • Dores de estômago;
  • Palpitações;
  • Tremores;
  • Boca seca.

Resultados

É importante ter a consciência de que os resultados podem variar muito de pessoa para pessoa e isso vai depender de vários fatores, como questão genética, metabolismo, saúde e, principalmente, plano alimentar seguido durante o uso do medicamento.

Enquanto alguns podem ganhar até 5kg por mês com o uso do estimulador de apetite, outros podem apresentar maior dificuldade para engordar. Caso não alcance bons resultados com a Buclina, converse com seu médico e encontre outras opções mais adequadas ao seu caso.